Em ciclos

Se quer me ver

me veja como a Lua

 

Posso surgir Crescente

desabrochosa em flor

fresca pro que há de vir

 

Até estar Cheia

útero transbordante

e fértil de desejos

 

E então Minguante

me recolho

aos mistérios

da minha intuição

 

Por fim desapareço

no espaço dentro de mim

para que me note nos detalhes

para que me abrace aos pedaços

para que me ame na inteireza

Nova.

 

Anúncios